domenica 9 gennaio 2011

Raça Negra - Margareth Menezes






O grito da terra se expande por todo o Universo
No verso da mão calejada que afaga o rebento
O amor relampeja quebrando a semente da guerra
Sagrada é a força da Terra brilhando num só pensamento

Olorum mandou botar
Um presente pra Iemanjá
Colocar no mar do amor
Pra saudar seu ganzuá

Mãe Oxum me batizou
Com a benção de Oxalá
É felicidade é com,oh yeah

Raça Negra,Raça Negra
Raça Negra,Raça Negra

Sou erê,sou mandinga,sou manhã
Sou dendê,afilhada de Yansã
Sou café,cana-verde,que beleza

Raça Negra!

Sou de paz,sou axé,sou natureza

Raça Negra,Raça Negra
Raça Negra,Raça Negra

Aiá,aiá,aiá...

Aiê,iê,aiá,aiê,aiê...

Nessun commento:

Posta un commento